O Canto do Galo – Terceira Parte

Canto do Galo

Caminhei…tanto para o lado do centro, como para o lado do bairro. Estava encucado com o galo. Sabia que ao entardecer, ele viria a manifestar-se. Sua oportunidade chegaria, sim! Ele afinal, daria seu show para uma platéia diferente! A platéia de um homem só. Decidi, hoje, que faria um esforço sobrenatural para desmascarar a figura. Sim, a julgar pelo esganiçado canto do galo, pensei fosse algum astuto vizinho, tentando dar uma de galo! Claro! Ai estava a resposta! Afinal, desconhecia um galo a cantar as 14:50H da tarde! Ou seria um galo com problemas em seu relógio biológico? Mas aí pensei: não, era início da tarde, mas  estava nublado! Poderia ser um galo sem conhecimento meteorológico! E tem mais! E se um vizinho engraçadinho resolveu utilizar-se de tecnologia? Afinal, hoje se reproduzem os sons de qualquer animal! Enfim, sei que fui verificar qual seria o caso. Sabem o que aconteceu? Aguardem! Conto depois! Veja: Quarta Parte


%d blogueiros gostam disto: